Header Ads

ClubedaLoteria

Marco Aurélio diz que anulação de processos de Lula pode ser revista

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, acredita que a anulação de todos os processos que tramitavam contra Lula na Justiça Federal, em Curitiba, será revista em plenário. Mello aposta que o petista voltará a perder os direitos políticos e não poderá concorrer em 2022.

"A decisão do ministro [Edson) Fachin é uma decisão individual, impugnável ainda. Se já fosse de colegiado, aí haveria prejuízo. Mas é decisão individual. Eu, por exemplo, não julgo individualmente habeas corpus", comentou Marco Aurélio em entrevista à coluna de Guilherme Amado, do jornal O Globo.

Além das críticas ao posicionamento de Fachin diante do caso de Lula, o ministro comentou que se surpreende com a trajetória do ex-juiz Sergio Moro, que deixa a posição de "mocinho" para virar "bandido", na ótica do magistrado. 

Ministro Marco Aurélio.
"O que me assusta é o que o herói nacional, o mocinho, está sendo tomado como bandido. O ex-juiz Sergio Moro. Isso não se coaduna com o Estado democrático de direito. Imagina-se que ele estivesse a um só tempo como Estado julgador, como juiz, e Estado acusador, como Ministério Público", disse ao O Globo.

O único erro cometido por Moro, na visão de Marco Aurélio, foi ter deixado um cargo efetivo, com direito à aposentadoria, para auxiliar o presidente Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta