Header Ads

Devido à quarta onda de Covid-19, Alemanha vai limitar vida pública de não vacinados

Uma quarta onda de Covid-19 passou a sobrecarregar hospitais na Alemanha e o governo da chanceler Angela Merkel elabora uma série de restrições à vida pública, informou, nesta quinta-feira, 18, a própria Merkel, em coletiva à imprensa, ao lado de Olaf Schoz, futuro chanceler e atual ministro das Finanças.

"Muitas das medidas que agora são necessárias não teriam sido necessárias se mais pessoas fossem vacinadas. E não é tarde demais para ser vacinado agora", disse Merkel. Em locais onde as taxas de hospitalização excedem um determinado limite, o acesso a eventos públicos, culturais e esportivos e a restaurantes será restrito àqueles que foram vacinados ou que se recuperaram.

Imagem ilustrativa.
A Saxônia, a região mais atingida pela quarta onda, está considerando fechar cinemas, salas de concerto e jogos de futebol, informou o jornal Bild. O Estado oriental tem a menor taxa de vacinação da Alemanha. As novas infecções diárias aumentaram 14 vezes no mês passado na Saxônia, região que abriga muitos céticos quanto à vacinação e manifestantes antilockdown.

Deixe uma resposta