Header Ads

Janaina defende voto impresso ou apuração televisionada

A deputada estadual Janaina Paschoal, de São Paulo, afirma que todo sistema tem fragilidades e que os defensores do voto impresso só desejam maior segurança para a própria democracia. "Ao que parece, não teremos voto impresso. Uma pena", diz ela, para quem a discussão ainda pode render frutos, como apuração com representantes de partidos e televisionada.

Janaina escreveu escreveu o seguinte em suas redes sociais:

"Respeito posicionamentos, por isso respeito quem é contrario ao voto impresso, mas querer estigmatizar seus defensores não é razoável. Todo sistema tem fragilidades, os defensores do voto impresso só desejam maior segurança para a própria Democracia!

Foto: Divulgação
Ao que parece, não teremos voto impresso em 2022. É uma pena! No entanto, a discussão ainda pode render frutos. Que fique garantido o acompanhamento das apurações por representantes de todos os partidos políticos e da sociedade civil. Que a apuração seja televisionada.

A legislação eleitoral já garante a publicidade na apuração, basta criar formas de implementar. Quando o voto era em papel, havia fiscais durante todo o processo. Precisamos recuperar essa sistemática. Para aprimorar o sistema, que trará maior segurança a todos, imperioso que Executivo, Legislativo e Judiciário recuem no tom. O Brasil está precisando dessa humildade. Todos têm um pouco de razão, estamos em um momento em que se faz necessário procurar o pouco de razão dos que estão no lado oposto. Alteridade, esta é a palavra dos tempos vividos."

Deixe uma resposta