TRF-4 nega último recurso e autoriza prisão de Dirceu

Os desembargadores do TRF-4 rejeitaram, nesta quinta-feira (17), por unanimidade, o último recurso do ex-ministro José Dirceu contra a condenação a 30 anos e nove meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa, no âmbito da Operação Lava Jato.

O recurso, um embargo de declaração, foi rejeitado pela Quarta Seção do TRF4, colegiado que reúne os membros das Sétima e Oitava turmas do tribunal, especializadas em direito penal. Os desembargadores determinaram a comunicação imediata ao juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, para que seja determinada a execução da pena de Dirceu.

O TRF4 também negou os últimos embargos e autorizou a prisão de Gerson Almada, ex-vice-presidente da Engevix, e do lobista Fernando Moura, antigo aliado de Dirceu.