Para os espanhóis, o jornal diz que o presidente animou executivos e, para os brasileiros, que decepcionou.