Menu fechado

STF vai investigar organizadores das manifestações de domingo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, aceitou o pedido encaminhado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para abrir inquérito com o objetivo de investigar os organizadores dos protestos de domingo (19) nos quais foram exibidas faixas a favor da reedição do Ato Institucional nº 5, usado pelo regime militar.

O inquérito será comandado pela Procuradoria-Geral da República sob a supervisão do STF, porque haveria deputados federais entre os responsáveis pela organização dos eventos em todo o país. O presidente Jair Bolsonaro, que apareceu para discursar em Brasília, não é alvo da investigação, mas há um pedido do partido Cidadania para que seja incluído também.

O deputado federal Paulo Eduardo Martins, do Paraná, diz que “a investigação sobre meia dúzia que pediu a volta do AI-5 tem um problema, pois, se a lógica é identificar quem defende ditadura, vai ter que investigar o PC do B e assemelhados. Ou uma ditadura vermelha é aceitável?”.

As manifestações foram convocadas originalmente para apoiar o presidente e pedir a reabertura do comércio. O inquérito vai correr em sigilo.

Foto: Twitter/Manifestações de domingo em Brasília

Relacionados