Petrabras corta patrocínios de cinema e teatro

Cerca de R$ 100 milhões gastos com o patrocínio de filmes e peças teatrais serão usados para financiar a educação infantil, especialmente em comunidades pobres.

A Petrobrás encerrará todos os contratos de patrocínio de filmes e peças de teatro. Os recursos serão usados para patrocinar projetos de educação infantil voltado para a ciência e tecnologia, especialmente em comunidades pobres.

Os artistas vão perder cerca de R$ 100 milhões. O presidente da estatal, Roberto Castelo Branco, vai manter poucos contatos, entre eles, o apoio financeiro à Orquestra Petrobras Sinfônica e ao Museu de Arte Moderna no Rio de Janeiro.

Castelo Branco também tentará encerrar o contrato de 10 milhões de libras anuais para ser a fornecedora oficial de combustível para a McLaren, na Fórmula-1.

COMENTÁRIO – Até a riquíssima McLaren mama nas tetas da Petrobras.