‘O vídeo morre, amanhã’, diz Mourão

“O vídeo morre, amanhã”, afirmou o vice-presidente Hamilton Mourão, que, muito mais do que isso, não quis falar sobre a decisão do presidente Jair Bolsonaro de escancarar o lado escatológico do carnaval.

– Não vou comentar o que eu não sei. Não quero ser ventríloquo do presidente – disse Mourão, de acordo com o site BR18, do Estadão, citando o Broadcast Político.

Pura verdade. O superdimensionamento dado a um reles vídeo vira pó em poucos horas. O problema é que o jornalismo esquerdista logo arranja outro motivo qualquer para fazer gritaria.