Juízes pedem que PGR denuncie Cid Gomes por tentativa de homicídio

Juízes pedem que PGR denuncie Cid Gomes por tentativa de homicídio

A União Nacional dos Juízes Federais do Brasil (Unajuf) protocolou pedido ao procurador-geral da República, Augusto Aras, para que denuncie o senador licenciado Cid Gomes (PDT) por tentativa de homicídio qualificado “com emprego de meio resultante em perigo comum” e de “impossibilidade de defesa das vítimas”.

O pedido se deve ao uso de máquina retroescavadeira para tentar derrubar o portão de um quartel da Polícia Militar de Sobral, Ceará, no qual se encontravam soldados grevistas, mulheres e filhos, na quarta-feira (19). No ato tresloucado, Cid foi atingido por duas balas de pistola na região do tórax. Devido aos ferimentos, foi hospitalizado, mas já recebeu alta.

O documento diz que, “com intenção dolosa, previamente orquestrada e amplamente anunciada”, o senador “arremessou” a retroescavadeira sobre as pessoas que estava posicionadas atrás do portão. O texto transcreve a fala de Cid, ordenando que os grevistas deixassem o local em cinco minutos: “Esse movimento é ilegal. Vocês têm cinco minutos para pegarem seus parentes e saírem daqui em paz. Cinco minutos”.

De acordo com a Unajuf, o equipamento utilizado pelo senador “indica um real e potencial risco de evento de morte daqueles que ali estavam”. Também sustenta que os tiros disparados contra Cid se trataram de “legítima defesa”. “Pela rápida ação dos que ali estavam, houve a legítima defesa de uma ou mais vítimas, que fizeram cessar a carnificina eminente, realizando disparos de projéteis de arma de fogo rumo ao autor do fato, que por sorte ou perícia dos que realizaram se logrou êxito contra o agente criminoso, tanto que só assim cessou a conduta hedionda”, ressalta o documento, que pode ser baixado no link abaixo.

Grupos não aceitam quantidade maior de publicações e bloqueiam. Acompanhe-nos pela nossa página no Facebook

Deixe seu comentário