Menu fechado

Imprensa esconde o Brasil que dá certo

O Brasil real, que reorganiza o presente e constrói o futuro, não se vê, não se ouve e nem se lê na chamada grande imprensa. Cheios de saudades das verbas públicas fáceis de outros tempos, os veículos parasitas do Erário transformaram seus espaços em campo de guerra contra o Brasil.

Nunca a imprensa foi tão mentirosa como nestes tempos de reconstrução do país, antes saqueado em governo corruptos. Espaços são abundante para quem ataca Jair Bolsonaro, falando verdades ou mentiras descaradas. Um exemplo é a carta divulgada no exterior, assinada por artistas de esquerda, mentindo que a democracia corre risco no Brasil.

O Brasil real, trabalhador, decente, não tem espaço. Um exemplo de notícia sonegada é o programa ferroviário do ministro Tarcísio Gomes de Freitas. Até 2022, serão repassados à iniciativa privada 15 mil km de ferrovias entre renovações e novas concessões. O investimento será de R$ 30 bilhões e vai facilitar o escoamento da produção nacional.

“O Brasil está voltando aos trilhos”, como diz o ministro. Mas a imprensa destaca são cartinhas mentirosas de esquerdistas, filmezinho ridículo sobre o impeachment da pior presidente da história brasileira, frase (tirada do contexto) de ministro sobre parasitas dos cofres públicos…

Felizmente existe a internet, “imprensa” sem dono, não controlada por exploradores das verbas públicas de propaganda. Trata-se de um espaço tão relevante quanto à imprensa, no qual as pessoas se manifestam livremente. Na rede mundial, o Brasil que dá certo pode ser visto, lido e ouvido.

Relacionados