Em Paris, Lula é vaiado ao chamar o ex-juiz federal Sergio Moro de mentiroso

Em Paris, Lula é vaiado ao chamar o ex-juiz federal Sergio Moro de mentiroso

O ex-presidente Lula foi vaiado, em Paris, França, ao chamar o ex-juiz federal Sergio Moro, hoje ministro da Justiça, de mentiroso. Além da vaia, ainda é possível ouvir uma voz gritar “Moro”. Acompanhado por Dilma, os dois viajam à custa de dinheiro público. Portanto, um ex-presidiário tem despesas pagas pelo erário para falar mal da Justiça brasileira.

Quem torpedeia a verdade é Lula. Ataca Sérgio Moro, enquanto esconde que a sentença foi confirmada em instâncias superiores, e que, devido a uma nova condenação, só está em liberdade porque o Supremo Tribunal Federal mudou a jurisprudência sobre prisão de condenado em segunda instância. Lula está no exterior, falseando a verdade na tentativa de limpar o nome.

Palavras de Lula:

“E por incrível que pareça, eu tomei a decisão de me entregar à Polícia Federal. Eu poderia não ter ido para a cadeia. Eu poderia ter saído para uma Embaixada. Eu poderia ter saído para um outro país. Mas eu preferi ficar no Brasil. Por estar com mais de 70 anos de idade, eu não poderia parecer… (ininteligível). Eu resolvi ir até a Polícia Federal me entregar, porque alguém tinha que provar que o juiz Moro era mentiroso. Os representantes do Ministério Público que me acusaram eram mentirosos. Que os delegados que fizeram o inquérito eram mentirosos.”

Deixe seu comentário