Caiado aceita reduzir ICMS para derrubar preços dos combustíveis

Caiado aceita reduzir ICMS para derrubar preços dos combustíveis

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, aceita descutir a redução da alíquota de ICMS para permitir a queda de preço dos combustíveis. O desafio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro aos governadores nesta semana, mas a maioria silenciou ou rejeitou a ideia.

Bolsonaro disse que, se os Estados acabarem com o ICMS, ele zera também os impostos federais para os brasileiros terem gasolina, óleo diesel e derivados mais baratos. Aliás, o Brasil exporta a preços menores que o de consumo interno exatamente pela ausência desses tributos.

Combustível mais barato é um dos 100 itens da lista de compromissos do governo brasileiro para o país ser aceito na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), consolidando a indicação e apoio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Os governos estaduais se dedicam a rapelar o contribuinte como alternativa de sustentação dos gastos com salário de servidor público. Chega a hora de usar a criatividade e a competência para mudança desse quadro. Há governadores que só governam a folha de pagamento.

Deixe seu comentário