Brasil: primeiro caso de coronavírus é registrado em São Paulo

Brasil: primeiro caso de coronavírus é registrado em São Paulo

Registrado primeiro caso de coronavírus no Brasil. É um homem de 61 anos, de São Paulo. Diagnóstico segue para contraprova.

Estado – O Brasil teve nesta terça-feira, 25, um primeiro teste positivo do novo coronavírus. Trata-se, segundo o Ministério da Saúde, de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, com histórico de viagem para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), a trabalho, sozinho, no período de 9 a 21 de fevereiro. Ainda falta novo teste, que deve ter resultado pronto nesta quarta-feira, 26, para tratar o diagnóstico como confirmado. Segundo o governo, o paciente está bem e tem sinais brandos da doença.

Agência Brasil – O total de suspeitas de infecção pelo novo coronavírus no Brasil está em três, depois do caso com resultado positivo de São Paulo, segundo a atualização do Ministério da Saúde. Nas últimas 24 horas, uma suspeita foi descartado no Estado de São Paulo, mas uma nova suspeita surgiu no Estado do Rio de Janeiro. 

Desde o início do monitoramento, 55 suspeitas de Covid-19, doença provocada pelo novo vírus, foram descartadas em todo o país. Os estados que lideram os descartes são São Paulo, com 26 pacientes analisados; Rio Grande do Sul, com dez pacientes, e Rio de Janeiro, com oito. 

Critérios – Nesta segunda-feira (24) o Ministério da Saúde ampliou os critérios para definição de caso suspeito para o novo coronavírus. Agora, também estão enquadradas dentro desta definição as pessoas que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, e chegando dos seguintes países: Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália e Malásia. A lista já incluia, além da China, Cingapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Japão, Tailândia e Vietnã. 

A doença continua se espalhando pela Europa. Na Itália, o número de mortes pelo virus saltou para 11 e o total de casos confirmados subiu para 300. Na Espanha, um hotel nas Ilhas Canárias com 1 mil hóspedes e funcionários foi posto sob quarentena, depois da confirmação de um caso no local, de um turista italiano. Outro caso foi confirmado na região Catalunha. Suíça, Áustria e Croácia confirmaram os primeiros registros da doença. (CN com Abr.)

Deixe seu comentário