Menu fechado

BBB da renova$$ão política. Ou crônica imperdível de Guilherme Fiuza

A fina ironia do jornalista e escritor Guilherme Fiuza começa assim: “A cena de uma jovem deputada de boa aparência e ótimos padrinhos, avançando a céu aberto para derrubar o fascismo comoveu o Brasil. A imagem da meiga Tábata Amaral, marchando ao lado de Alexandre Frota pela educação encheu os brasileiros de esperança. Aliás, se a Petra Costa não estivesse no Oscar, poderia ter começado a filmar, ali mesmo, a Democracia em Vertigem II”.

Assista ao vídeo

Relacionados