Menu fechado

‘Algum problema com os militares?’, pergunta o ministro Luiz Ramos ao TCU

O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Luiz Ramos, estranha a decisão do Tribunal de Contas da União de apurar a quantidade de militares que compõem o governo Jair Bolsonaro.

“Respeito a decisão da maioria do Tribunal. Mas também não seria importante saber quantos médicos e engenheiros há no governo? Quantos homens e mulheres? Quantos indígenas, negros, pardos e brancos?”, pergunta.

Luiz Ramos diz mais: “Digo com propriedade que militares são cidadãos fardados que mesmo na reserva continuam servindo ao País. Diante disso questiono: há algum problema com os militares?”.

Comentário 1 – A perseguição implacável contra o governo terá também o TCU? Quando é que vão aceitar o resultado das eleições de 2018?

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu nessa quarta-feira (17) apurar quantos militares ocupam cargos civis no governo do presidente Jair Bolsonaro. O TCU também irá elaborar um comparativo em relação aos últimos três governos.

Autor do pedido atendido pelo plenário, o ministro Bruno Dantas argumentou que a sociedade deve saber “exatamente quantos militares, ativos e inativos, ocupam atualmente cargos civil, dados os riscos de desvirtuamento das forças armadas que isso pode representar”.

Comentário 2 – De acordo com a justificativa, militares são um perigo para o país. Quem não seria um perigo? Aquela gente do mensalão, do petrolão…?

Relacionados

1 Comentário

  1. Eliete Moraes

    Ótima resposta ministro Ramos. E que coloque mais e mais militares no governo ,está e a vontade de milhões de brasileiros. A esquerda não aparelho tdois órgão? Agora vamos desapatelhar colocando militares em todos .ests e minha vontade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


7 + 2 =