O pedido foi encaminhado à presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmem Lúcia, mas a decisão caberá ao plenário.