O texto preserva a prerrogativa apenas para os chefes dos três Poderes da União.