Lava-Jato enfrenta sabotagem dentro do MPF, diz jornal

Uma das maiores conquistas dos brasileiros nos últimos anos corre sério risco de andar para trás. A Operação Lava-Jato, conforme editorial do Estadão, enfrenta um foco de sabotagem – e, ao menos dessa vez, não é de investigados.

Leia um resumo:

Numa proposta que não deixa margem a dúvidas quanto às verdadeiras intenções de sua autora, a subprocuradora-geral da República Raquel Elias Dodge apresentou ao Conselho Superior da instituição um projeto de resolução que obriga o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a ter de mudar a equipe que o assessora no momento em que a Lava Jato se encontra numa de suas fases mais importantes.

A votação da proposta só não foi concluída na sessão de ontem porque Rodrigo Janot pediu vista, quando 7 dos 10 conselheiros já haviam se manifestado a favor da resolução e 1 contra. O procurador-geral alegou que em momento algum foi consultado sobre a resolução e afirmou que, por causa das especificidades técnicas das investigações, não tem como mudar sua equipe. Como só faltam votar dois conselheiros, a aprovação da resolução é uma questão de tempo.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


7 + 3 =