Ditadura venezuelana tortura presos políticos

Os irmãos José e Alejandro Sánchez, dirigentes partido Primeiro Justiça (JP), de oposição, presos na última quinta-feira, na Venezuela, são torturados pela ditadura de Nicolás Maduro, de acordo com denúncia do deputado Juan Miguel Matheus. O JP tem em seu poder uma lista de 37 servidores públicos, entre eles policiais, responsáveis pela violência.

– Há uma lista de 37 servidores do serviço de inteligência, da polícia científica e do 10º Tribunal de Controle, de Caracas, que são responsáveis, com nome, sobrenome e identidade, por um governo torturador – disse, em entrevista, o deputado.

JP é o partido pelo qual Henrique Capriles foi candidato a presidente por duas vezes.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


2 + 7 =